Possesso ou Pinel? Nem sempre você decide

Uma das coisas mais assustadoras para o ser humano; além da morte e do mito misterioso do porvir, é, sem dúvida, a ideia de que não temos o controle sobre nós mesmos. No filme “O Exorcista” dirigido por William Peter Blatty em 1973, o padre Damien Karras pergunta ao demônio quando ele deixaria o corpo de Regan. Resposta obtida “until she roots and lies stinking in the earth”.(Até que apodreça e feda na terra).

Essa não se trata de uma cena antológica que tivesse marcado os fãs do filme. No entanto, trata-se de um momento em que definitivamente a personalidade da garota desaparece de uma vez por todas, de modo que somente reaparecerá nas cenas que ocorrem após a finalização do ritual de exorcismo.

A mesma situação aterradora ocorre em “O Exorcismo de Emily Rose”, em que a garota Emily se vê possuída por demônios.  No entanto, o expectador fica dividido entre as explicações científicas e religiosas para definir o real problema de Emily. Ela estaria mesmo possuída ou se trataria de uma doença que envolve distúrbios graves na personalidade?

E como não citar Jack Torrance, personagem de Stephen King no filme “O Iluminado” de 1977, que enlouqueceu enquanto trabalhava como zelador do Overlock Hotel durante um tenebroso inverno. Aos poucos sua personalidade vai-se transformando; de modo que, em meio a alucinações e delírios, Jack Torrance assume de vez uma personalidade violenta e assassina.

Em todos esses casos, o desfecho violento não acontece de um momento para o outro. Aquele barulhinho que você ouve do andar superior da casa e que você pensa que não é nada; aquela sensação de estar sendo observado e que você define como sua imaginação; aquele objeto que aparece quebrado na cozinha e que você julga ser fruto de uma corrente de ar, todos esses pequenos e não tão insignificantes episódios dão o início daquele medo futuro de que na verdade estamos à mercê de forças alheias a nós mesmos e de nossa própria mente perturbada.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s