Legião Urbana e dramas sociais

Nos anos 80 a banda Legião Urbana fez muito sucesso, especialmente com hits como “Tempo Perdido”, “Eduardo e Mônica”, “Pais e Filhos”, entre outros que fizeram parte de toda uma geração que, até hoje, canta algumas de suas músicas em rodinhas de amigos.

A legião Urbana cantava sobre diversos temas, desde canções de amor mela-cueca como “Vento no Litoral”; canções que atentavam para a política nacional e problemas sociais como “Perfeição” e “Metrópole” a canções que narravam histórias de personagens fictícios, mas, que, de certo modo representavam um tipo social.

João de Santo Cristo, o traficante de Brasília, da música “Faroeste Caboclo”, por exemplo, representaria hoje a velha ladainha de pessoas sofridas que não encontram soluções pra suas vidas miseráveis e se entregam ao mundo do crime. Quantas pessoas alegam que se tornam bandidos, traficantes entre outros criminosos que não tiveram oportunidades? Isso tem aos montes por aí. No caso desta canção, João de Santo Cristo termina brutalmente assassinado por Jeremias, outro traficante de renome que apareceu por aquelas bandas de lá.

Já João Roberto, o Johnny da música “Dezesseis”, representa um adolescente oposto ao João de Santo Cristo. Johnny aparenta ser um jovem de 16 anos, classe média, que participa de rachas, conquista as garotas, tem uma turminha legal, e termina morto em um acidente automobilístico.

Seguindo a linha mundo-cão, temos Clarisse, da canção “Clarisse”. Típica drogada a la Christiane F., depressiva, largada, drogada, costuma se cortar com canivete na tentativa de esquecer-se dos problemas. Claro, soluções mais fáceis do que enfrentar os problemas é, para muitos, esquecê-los.  Não julgo pessoas que agem assim, de forma alguma. Todos, muitas vezes, agimos assim: procuramos válvulas de escape para não enfrentarmos situações que nos desagradam.

Vale a pena dar uma conferida nesses hits aparentemente ultrapassados, mas tão atuais e presentes na realidade social brasileira; especialmente se você adora um drama em tons de lamúria. Eu, por exemplo, adooooooro e de vez em quando relembro esses hits.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s