Papo de mãe

Não, nada de escrever sobre coisas de maternidade hoje, mas sim sobre essa coisa de escrever de falar e ler, e falar e ler e escrever sobre coisas de maternidade.


Impossível calcular quão chato isso é para todos os outros amigos, para começar… De repente seu rol de amizades para conversas diárias se limita às amigas gestantes ou mães. Neguem se quiserem, mas no fundo vocês concordarão.
Assim como as gestantes concordarão que certas coisas, só as outras barrigudas entendem ou aguentam!

Qual nunca passou pela seguinte situação:
-Você está de quantos meses?
-32 semanas!😀
-Ah! – e faz cara de “sua-arrogantezinha” – Dividido por 4 então são 8 meses. Já nasce mês que vem?
-Não, setembro.

Pois é, nenéns nascem de 10 meses? Não, 40 semanas, oras! Se falamos assim é porque é mais fácil, não estou exibindo meus conhecimentos obstétricos avançados! Sinplesmente não faço a menor idéia de como converter semanas em meses!

Mas pior ainda pode ser responder:
-Ah, uns 7 meses, por aí….
E ter que lidar com a cara de espanto e desprezo daqueles que vem esta mãe relapsa, que nem imagina em que mês de gravidez está – algo que significa, logicamente, que ela será incapaz de dar um banho!

Hoje esta pergunta constante foi feita da maneira mais sensata possível:
– Quanto tempo falta para o seu bebê nascer?
– OH! Um mês e meio! Simples! – Muito obrigada pela delicadeza, querido Samuel – SEIS anos. =)

Essa é só uma das muitas situações que afasta as amigas de barriga-vazia do nosso convívio. Não as culpo. Não as culpem.
Quando você tem preocupações com trabalho, namorado, balada, família, parece absurdamente surreal alguém que deveria estar feliz e linda ter tantas coisas irrelevantes para falar.
Elas não conseguem se importar como nós se o carrinho será marca X ou Y, como preparar os seios, se você tem medo de não conseguir amamentar e tantos (TAAAAAAAAAAAAAANTOS) outros medos e sofrimentos da maternidade.
(Ainda falarei sobre eles, mas não agora. Esse texto não é sobre coisas de maternidade, é somente sobre papo de mãe. Percebe a diferença?😉 )

Apenas para te relembrar, mamãe, não sofra se a sua melhor-amiga-não-gestante não parece ser a mesma de antes.
Talvez ela não entenda nada do que você está passando agora…
Assim como certamente tantos e tantos problemas adquiririam uma dimensão subatômica no seu dia após a sua vida ser a geradora desta vida maior que você, deste amor maior que o mundo…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s