E você, já foi atendido?

Como já contado aqui pela querida Luciana Carneiro, há pouco tempo tivemos mais uma edição do Tanabana Matsuri, ou Festival das Estrelas no nosso querido bairro da Liberdade.

O final de semana contou com um clima bem frio, nublado e chuvoso durante a maior parte do tempo, mas nada disso impediu que fosse um festival lindo. Há duas datas que sempre comemoro neste bairro: a festa do Ano Novo Chinês e o Festival das Estrelas.

Em especial, tenho um carinho muito grande por este festival e há muitos anos costumo passar quase que religiosamente todo ano lá para fazer meus pedidos.

Dentre os meus estudos, um deles é a mitologia. E há um mundo fascinante oriental a ser descoberto. Parece que absolutamente tudo o que fazem é misterioso, mágico, cheio de amor. E a história do Festival das Estrelas é uma das mais bonitas que já ouvi (e ela também foi contada pela querida Lu). E além disso eu adoro ritos. Acho lindo o ato de colocar respeito a um determinado momento e vivenciá-lo com o melhor que há dentro de cada um.

Nesse ano, em especial, ocorreram algumas coisas curiosas comigo, como três pessoas me perguntarem: “E os pedidos são atendidos lá?”. Comecei a pensar sobre isso. É comum as pessoas classificarem uma igreja, um terreiro ou um lugar equivalente como “bom” ou “ruim” porque se “atende” ou não se “atende” os pedidos ali. Por um momento isso me soou imensamente estranho. As pessoas sempre querem ir a um lugar onde os pedidos sejam “atendidos”.

Penso que acima de tudo, dentre tantos fatores da vida (que se formos discutir aqui vai se levar horas e no final das contas, nós não temos como julgar!), os pedidos são geralmente “atendidos” por uma questão de merecimento. Talvez essa nossa cultura não esteja habituada a esse conceito (pois aqui é o país do “jeitinho”, do “falar com quem manda”, da procura de sempre encurtar um caminho). Ou talvez seja resquício de uma cultura impregnada por dogmas cristãos. Eu devolveria a pergunta com outra: “Você tem feito por merecer?”.

Essa é uma auto-análise dura, crítica, porém saudável. Se você realmente quer alcançar um objetivo, faça por merecer e persista nele. Merecimento e persistência são duas palavras que no mínimo te ajudarão a ser um ser humano melhor. E certamente são os primeiros passos para você ser “atendido”.

Mas respondendo as perguntas que me fizeram, muitos dos meus pedidos sim, foram atendidos, alguns muito especiais. Ainda é um pouco cedo para dizer, mas talvez até um dos que fiz nesse último festival também tenha sido atendido.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s