Ao meu grande amor

– 29 anos?

– Era pra ser, né?! Já não me apego mais a este tipo de contagem.

– Mas eu sim! O tempo está passando e ainda dói…

– Não pense nisto! Pense em tudo o que passou, dos nossos momentos, das risadas, dos porres, dos trabalhos escolares, da companhia que um fazia para o outro…

– Eu sei, mas eu ainda não me conformo com o que aconteceu!

– Pare de chorar! Onde está aquele sorriso lindo que eu me apaixonei? 

– Tá difícil… Não me peça isto, pelo menos hoje não!

– Mas e se eu o quiser como presente? Eu tenho este direito, ou não?!

– Você tem o que quiser de mim! Eu que não tenho mais você…

– Não chore! Já fazem 8 anos, já está na hora de superar este luto!

– É que dói tanto ainda… às vezes fico até sem ar!

– Mas isto não me faz bem! Você precisa se libertar e me libertar também. Eu nunca irei te abandonar, sempre estarei olhando por você!

– Será que algum dia, eu alguma outra vida a gente irá se encontrar e viver felizes?

– Bom, isto eu não posso te afirmar, não sou eu quem decide isto… mas você deve se reerguer, enxugar estas lágrimas, viver esta vida e se te ajudar, pensar que um dia iremos nos encontrar novamente!

– Não sei se serei capaz de amar outro alguém nesta vida como eu te amo! Acho que o vazio jamais será preenchido…

– Não diga isto! Lembre-se: “Ninguém morre enquanto permanece vivo no coração de alguém, pois o verdadeiro amor nunca desaparece porque as flores também se vão e as sementes permanecem. Assim é a vida. Se você me ama, não chores por mim, estou em paz! Até um dia…”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s