Barril de Amontillado: o “boa noite cinderela” de Poe

Talvez não haja nada mais doloroso do que engolir em seco palavras humilhantes. Quando você tem um emprego, depende dele, atura desaforos em nome do dinheiro. Ou no tempo de escola ou de faculdade, você depende da boa vontade de um professor tirano ou mal resolvido com a vida para obter uma média justa e não reprovar numa determinada disciplina. Você engole em seco, chora sozinho no escuro, projeta todas as coisas que gostaria de vociferar em desejos de vinganças, de desforra. Mas, não há nada a fazer em muitos desses casos. Goles de bebidas amargas descem queimando goela abaixo.

E este é um dos aspectos que o conto  “O Barril de Amontilado” (The Cask of Amontillado) de certo modo vai tratar, além de outras temáticas dentro do conto. (Eis aí a riqueza da obra de Edgar Allan Poe). O narrador em primeira pessoa deseja que seu algoz Fortunato tenha uma boa lição. Essa lição vem por meio de goles de vinhos e de meias palavras.

Seduzido pela possibilidade de beber amontillado (vinho da região de Jerez, Espanha), Fortunato caí numa bela armadilha: o atual golpe boa “noite cinderela”. Não é de hoje que se colocam substâncias nas bebidas da galerinha desavisada e distraída em baladinhas noite adentro. No caso do conto de Poe, o amontillado é o líquido sedutor, que arrasta Fortunato para um fim trágico. Não foi necessário utilizar nenhuma substância tóxica para desnortear Fortunato: apenas o desejo de beber o amontillado.  Embriagado pelos diversos tipos de vinho que bebeu antes de chegar ao amontillado, Fortunato estava indefeso e, como sabem… o (_._) de bêbado, não em dono. Presa fácil.

O narrador engoliu palavras rudes em seco. Fortunato engole o vinho em seco e perde a palavra. Suas palavras se limitam a repetir “amontillado” entre uma e outra arrogante atitude de mostrar-se entendido do assunto sobre vinhos, desdenhando o personagem Luchesi – suposto entendedor do assunto.

Fica aí uma sugestão de boa leitura de preferência acompanhada de uma bela taça de vinho.

 

Aqui segue o link para a leitura do conto;

Em português: http://www.passeiweb.com/na_ponta_lingua/livros/resumos_comentarios/o/o_barril_de_amontillado

Em inglês: http://www.ibiblio.org/ebooks/Poe/Amontillado.pdf

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s