Dinheiro e corrupção

 

O dinheiro… ah… Dinheiro… a porta de entrada para a vida: comprar, comprar e comprar… Vivemos em tempos que as coisas se mesclam e valores se misturam, em torno de dinheiro.

É inegável  que dinheiro é muito bom e que todos gostam dele e que sem ele as portas para quase tudo na vida se fecham. Não partilho daquele pensamento que classifico como “pobrista” (neologismo inventado e já usado por muita gente por aí) de que “não tenho dinheiro, mas tenho saúde” e “o dinheiro não traz a felicidade”. Essa ideia é o tempo todo espalhada por muitos que não creem na possibilidade de mudar de vida, de conquistar bens materiais e passam a desdenhar os que conseguem.

E nessa onda temos os seguintes ditadinhos populares: “O dinheiro não traz felicidade”, “Riqueza a valer é saúde e saber”, “Mais vale a saúde do que o dinheiro”. Vejam bem: o dinheiro manda buscar a felicidade material; ter saúde e saber e não ter dinheiro, não vai proporcionar uma boa qualidade de vida que possa ser desfrutada com a boa saúde e com o bom saber;  por fim, a saúde vale mais do que qualquer coisa, mas, com dinheiro, você corre menos riscos de perdê-la e numa fila de hospital público.

Mas a pior associação está entre dinheiro e corrupção. Nem todo o mundo que ganha dinheiro é corrupto. Essa suposta máxima é vomitada como se não existissem pessoas sem dinheiro terrivelmente corruptas. Associando a corrupção ao dinheiro, temos algumas pérolas populares como “Quando a fome bate à porta, o amor sai pela janela”, ou seja, justificando a ideia de que envolver-se com alguém por interesses financeiros é algo aceitável ou perdoável; “O dinheiro cala a verdade”, já que todos estão sujeitos a não resistir à tentação de ganhar um extra mesmo que mentindo;  “Si el corazón fuera de acero, no le venciera el dinero (se o coração fosse de aço, o dinheiro não o venceria)”, ou seja não conseguir resistir às tentações relacionadas ao dinheiro é outra ideia também veiculada à corrupção.

Todos esses valores negativos em relação ao dinheiro compõem diversas teorias que não pretendo mencionar aqui. Porém, pretendo mencionar que essas mesmas pessoas que desdenham o dinheiro, que falam mal de quem o possui, provavelmente creem que o dinheiro  é a fonte do mal. E esses, ficarão provavelmente numa vida medíocre causando um mal muito maior: alimentar inveja e ressentimento ao invés de olhar pra si mesmo, assumir que também querem ter grana e lutarem por isso.

Como tempo é dinheiro e passa da meia-noite, vou enssa porque acordo cedo para ganhar o meu.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s