Orkutização do Facebook

Orkutização

Imagem retirada do blog: minilua.com

Quantos de vocês deixaram de usar o Orkut devido à liberdade que ele dava para nos encherem o saco? Eu, particularmente, deixei de usá-lo, pois odiava receber cartões virtuais com musiquinhas bonitinhas, frases tocantes, e etc, que uma pessoa mandava para apenas 577 dos 1382 amigos que ela tinha. Sei que a intenção era das melhores, mas meu scrapbook só tinha isso, e para cada 1 que eu removia, outros 2 apareciam. E as propagandas? O Orkut parecia uma ferramenta comercial da última vez que entrei.

Eu sempre fui uma pessoa que não consegue fazer certas mudanças facilmente, e já tinham me falado e mostrado o Facebook, mas eu falava “que nada, até eu me acostumar com isso aí, vai demorar”. Pois mudei com muito gosto! Adorei o Facebook, novas possibilidades de interação com os amigos, um controle de privacidade melhor, não via muitos spams, entre outras coisas.

Conforme o tempo foi passando, é claro que o Facebook foi sendo aprimorado, e o número de usuários aumentando cada vez mais. No meio desse processo de aprimoramento, que é claro, nunca vai acabar, algumas irritações voltavam à tona: convites intermináveis de joguinhos, pessoas que você nunca viu na vida te adicionando, correntes, etc, etc, etc…

Depois cada vez mais pessoas começavam a expressas seu lado filosófico, até então desconhecidos para muitas pessoas (eu IMAGINO). Nada contra isso, acho ótimo que as pessoas leiam esse tipo de conteúdo, agraga muita coisa boa, cultura, conhecimento, incentiva a leitura de novos temas e assuntos. Porém quando qualquer coisa que se torna viral, enche o saco de muitas pessoas. O que fazer? É só “descurtir” ou bloquear, e problema resolvido. E isso não se aplica somente a frases de poetas e autores muito conhecidos, mas à diversos temas.

Durante um tempo vi muitas imagens com indiretas do tipo “Sua vida não deve ter graça nenhuma para ter que cuidar da minha”, e afins, o que é extremamente revoltante. Não quer que cuidem? Simples, não coloque 75% da vida dela numa rede social, de forma pública.

Recentemente foi liberada a função de utilizar emoticons nos comentários e publicações de status, fotos e etc. Hoje, por exemplo, vi tantos corações que quase pensei que estava apaixonado.

Espero que o próximo passo não seja liberar o uso de códigos HTML em publicações. Não se estou certo de pensar dessa forma, mas até onde eu vejo esse foi o principal motivo de no Orkut ter tantos cartões virtuais, correntes, frases lindas com musiquinhas encantadoras.

Por favor, Zuckerberg, chegar cada vez mais perto do Orkut TALVEZ irrite algumas (lê-se muitas) pessoas. Tá certo que não vejo uma rede social se compare ao Facebook em termos de interação alcance de informações, mas sempre existirão outras opções de redes sociais.

2 thoughts on “Orkutização do Facebook

  1. Muito verdadeiro isso, André:-) Hoje mesmo um de meus contatos de facebook postou em sua página o seguinte: “As pessoas deviam assistir a jogos de futebol ou novela acompanhados de seus amigos…. Nos pouparia desses posts soltos clamando por atenção a cada cena ou a cada apito… Vai Carminha! Vai lá com o curíntia!” Eu simplesmente ignoro ou bloqueio as epssoas que postam coisas que não me interessam. Infelizmente o facebook assim como o orkut são livres e estamos sujeitos a esses tipos que publicam besteiras. Mas, até aí… de vez em quando quem não publica uma besteira…

    • Nem me fale Ale!! Meu, eu não assisto novela embora conhecesse a Carminha, mas eu ficava boiando total nas tiradas que colocavam, e SÓ TINHA ISSO!!! Em tudo que era lugar!! rsrsrs

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s