Cuando el hambre entra por la puerta, el amor sale por la ventana…

Cuando el hambre entra por la puerta… el amor sale por la ventana

O golpe da barriga é mais velho do que andar pra frente. Moças pobres na esperança de saírem da pobreza engravidam-se de rapazes supostamente endinheirados que elas (não necessariamente ricos) para que consigam um bom nome de casada e seu sustento através de um bom matrimônio. Esse antigo comportamento, que vem ganhando versões modernas, ocorre em qualquer parte do mundo.

Para muitos, esse golpe é justificado pela impossibilidade de mudança social através do trabalho; já que, realmente, por muitos anos em países da América Latina, devido a políticas econômicas que não favoreciam os menos privilegiados, era quase impossível melhorar de vida somente com o salário mensal.

Por outro lado, esse tipo de comportamento em que uma mulher (ou um homem, mais raramente) interesseira e alpinista social dá o golpe da barriga sempre foi muito mal visto, considerando-se o comportamento mau caráter de tal atitude. Há também aqueles que admiram esse tipo de comportamento porque a pessoa enganada não teria sido suficientemente inteligente e esperta para ver que cairia numa esparrela dessas, não ouviu os conselhos e avisos de seus entes mais próximos alegando que deveriam cuidar de suas próprias vidas e ainda justificam sua ingenuidade com a célebre frase: “O amor é cego e eu estava apaixonado”.

Este tema é constantemente explorado por telenovelas tanto brasileiras quanto mexicanas. O que aproxima Brasil e México neste aspecto cultural? Sabemos que ambos os países atravessaram fortes regimes militares, e que as lutas pelos direitos trabalhistas também foram muito intensas no século XX, que há uma discrepância entre ricos e pobres que salta aos olhos.  Esse, digamos que exageradamente, apartheid social poderia ser rompido através do casamento.

Em sociedades em que a aparência conta muito mais do que valores intelectuais, é natural que a suposta alpinista social seja dotada de uma beleza esfuziante. O corpo esbelto é a porta de entrada para o início da sedução da “vítima”; em seguida, a boa lábia que apoia o ingênuo mocinho em tudo, de modo que o põe contra seus familiares concretiza os passos finais para o altar.

Eis aqui os passos desse processo em vídeos de diferentes produções brasileiras e mexicanas:

1)      O plano da golpista

Rubin (Bárbara Mori), personagem título da trama de 2004, planeja roubar o namorado da melhor amiga e desposá-lo. O mocinho cai em sua lábia e se vê loucamente apaixonado por ela. Rubi chega a escolher joias para que Hector desse à noiva enquanto o seduz.

 

2) A golpista está convencida de que suas atitudes são justificadas devido à vida sofrida que teve. Ela se mostra como vítima de uma sorte injusta, porém, em verdade, não está tão preocupada com isso. O que interessa é ter dinheiro. Na novela “Vale Tudo”, a personagem Maria de Fátima tenta se justificar para o marido traído quando ele descobre a farsa. “Dentro das possibilidades eu consegui fazer você feliz, você só descobriu agora”.

 

3)   O desfecho moralista

Devido à reprovação de tal comportamento pela sociedade, por muitos anos as supostas golpistas consideradas vilãs eram punidas. Essa punição comprava a ideia de que o crime não compensa, de que ser reto de caráter ainda é a melhor coisa a se fazer. Valores éticos e morais á parte, fato é: se não houvesse el hambre, o amor venceria todas e não precisaria sair por la ventana. O amor não é suficiente e o dinheiro fala mais alto. Teresa era outra dessas mocinhas mexicanas ambiciosas que seguem a linha do matrimônio por interesse.

Y usted? Tiene hambre de amor o de dinero?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s