Last night on Earth

Ele segurava o copo na mão direita, e um cigarro na esquerda. Sem álcool, era apenas suco de laranja. O cigarro queimava lentamente entre os dedos, porque a vontade de fumar era pouca.

Estava sentado num banco da praça. Ao lado direito, um pequeno saco com milho que ele vez por outra atirava ao chão, para alimentar os pombos. Pombos são criaturas sujas, mas ele gosta de ver como se atiram em direção à comida.

feeding-a-pigeon

Os óculos vez por outra escorregavam pelo nariz, e ele os empurrava de volta. Sempre com o dedo médio, o que já lhe havia rendido alguns desentendimentos com pessoas próximas.

Terminou seu suco de laranja, e atirou o copo em uma lixeira próxima.

Sua mente estava vazia. Não queria mais pensar em nada. Apenas viver.

Não que estivesse doente. Não mais, ao menos.

Sentia a necessidade de sentir o frescor da vida que ainda lhe palpitava no peito.  Muita dor já havia passado pelo coração e pela mente. Muitos lhe diziam que pensava como um velho. Eram experiências suas. Dores suas. Sofrimentos seus. Ninguém era capaz de compreender, porque tudo aquilo pertencia apenas a ele. E a mais ninguém.

old man

Certo, sempre existe uma pessoa que tem alguma experiência análoga. Mas tal pessoa jamais vai ter encarado tudo do mesmo jeito que você.

Começou a se lembrar das coisas que valem a pena lembrar. Conquistas, amores, família. Os entes queridos que já se foram.

E em tudo que havia aprendido de cada uma dessas coisas.

Que conquistas são construídas pouco a pouco. Mas pequenas conquistas fazem cada um dos dias valerem a pena.

Que a família é extremamente importante, e no seu caso, foi importante demais em vários momentos. Mas sempre vai chegar o momento em que é necessário cortar os laços. Para o bem de todos.

Que aqueles que já se foram, foram cada um por um motivo. E não cabe a nós ficar tentando descobrir ou entender o porquê. Cada um tem seu tempo na Terra. Uns vão mais cedo, mas isso faz parte da vida. A morte faz parte da vida.

E os amores… Esses surgem, mexem com a sua vida, com a sua cabeça. Mas como são sempre duas pessoas envolvidas, uma hora tudo pode mudar. E os caminhos que se cruzaram num determinado momento e seguiam juntos, podem se distanciar. Dói. Mas é natural. E a vida prossegue, até que um novo caminho cruze com o seu, e siga com você. Até um momento que vai deixar de seguir. De novo.

430_AndThenSheWasGone_smaller

O cigarro havia queimado inteiro. Lançou a bituca na mesma lixeira aonde havia jogado o copo. Acendeu outro cigarro, deu uma tragada, e voltou a sua contemplação.

Começou a pensar no que vinha pela frente. No futuro que se aproximava. Nas coisas que tinha que fazer. Algumas delas, não sentia a mínima vontade, mesmo sabendo que eram necessárias. Alguém tem que fazer o trabalho sujo.

Pensou nas responsabilidades que precisava assumir agora. Nas coisas que dependiam dele, e não envolviam somente a ele.

Um certo aperto no peito lhe incomodou. A ansiedade voltava a incomodar.

Mente vazia.

Equilíbrio.

Jogou mais milho para os pombos.

A revoada chegou, e trouxe um vento agradável, que passava suavemente por seu rosto.

É aqui que eu estou, pensava.

É agora.

A noite caía. A velha vida estava com suas horas contadas. Logo não haveria mais tempo para divagar tanto.

Era a ultima noite. Os pombos sumiram.

Os cigarros haviam acabado.

Levantou, atirando o saco de milho naquela mesma lixeira. E também o maço vazio de cigarros. E todas as idéias e sofrimentos e pensamentos inúteis. Tudo aquilo que lhe fazia mal. Tudo aquilo que lhe trazia tristeza. Tudo aquilo que lhe tirava a paz.

Começou a caminhar. Era a última noite na Terra. A última em que ele se permitiria ser infeliz. E ela já estava acabando.

Antes do Sol nascer, uma chuva intensa e grossa começou a cair. Ele continuava caminhando. Estava passando por seu novo batismo. Era seu renascimento.

tim-robbins

É agora.

E foi ser feliz, pra nunca mais voltar.

sunrise

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s