E vale a pena lutar? “O Lutador (2008)”

Ficha no Imdb aqui

Esse filme passou meio despercebido, por aqui. O que é um tanto triste, por ser um filme sensacional. Não é um filme de arte, também não é um filme de grandes efeitos. É apenas um filme sobre um homem. Um lutador.

Poster O Lutador

Não, não há cenas apoteóticas como em toda a série Rocky. Não há malabarismos como nos filmes de Jackie Chan. Não há cenas impossíveis como nos filmes de Bruce Lee.

Randy “The Ram” Robinson (Mickey Rourke, dando a volta por cima) é um lutador profissional de Luta Livre (o Wrestling norte americano). Já teve fama, já teve dinheiro, mulheres e etc. Mas está velho, a luta já não é mais tão rentável, e ele luta pra se manter vivo.

lutadorum

Tem dois empregos alem da luta, treina em academias, toma anabolizantes pra manter o físico. Tem vários problemas de saúde, mora numa van… Sempre lembrando o passado de glória, quando teve até videogames com seu nome.

o-lutador_f_008

Teve um casamento desfeito, uma filha que só viu quando era um bebê, e mais nada. Vê seus amigos doentes, velhos, e sem muita perspectiva.

Até que, após uma luta (sim, tudo é arranjado), ele sofre um enfarte.

o-lutador_f_002

E aí o filme deslancha. Randy é proibido de lutar pelo médico, caso contrário, seu coração pode não agüentar mais. Ele sai em busca da vida que deixou pra trás, encara empregos que não consegue lidar, conhece pessoas… Mas algo está em seu sangue. Algo que não pode ficar pra trás. Algo que ele simplesmente É.

mickey-rourke2

E ele acaba descobrindo pelo que vale a pena lutar. E não, o filme não passa uma mensagem bonitinha e edificante. Apenas mostra o ser humano em sua totalidade. E não fala em superação, mas em CORAGEM, pra se admitir ser o que verdadeiramente se é.

É um filme especial. PENA que boa parte das pessoas só ouviu falar, e não buscou assistir.

Recomendação Cinco Estrelas deste que vos fala.

2 thoughts on “E vale a pena lutar? “O Lutador (2008)”

  1. Como assim passou despercebido? Qualquer filme do Aronofsky rende grande propaganda nos Espaços de Cinema Alternativos da vida. Lembro bem dele na época em que passou. Mas mesmo sendo grande fã do Aronofsky, não gostei desse. Só minha opinião.🙂

  2. Em resposta á questão “E vale a pena lutar?” sugerida pelo título de teu texto, Tio Edu, eu gostaria de fazer uma observação diferente. Nem sempre vale a pena lutar, e sim, sair de cena com classe. Saber a hora de sair de cena é um dos desafios mais difíceis (em minha opinião) em nossas vidas. O cara vivia de passado porque não soube sair de cena sem se ferir, sem causar danos a si mesmo – o que não é condenável, pois, fazemos essas coisas o tempo todo com coisas mínimas – o que dirá com coisas mais grandiosas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s