Séries que sempre amaremos – As que irão

Tudo tem um fim. Os romances, a vida, o salário, e as séries. Acho muito triste quando uma série (boa – se bem que gosto é relativo) chega ao fim, seja por roteiro, seja por cancelamento. Até agora tem duas séries que eu adoro que esse ano chegam ao seu final.

Fringe

FringeFringe é uma série criada por J.J.Abrams ( Lost, Alias, Star Trek) que mistura um pouquinho de Arquivo X com Isaac Asimov. No geral, a série conta o cotidiano investigativo de uma equipe do FBI que analisa casos fora do comum. No primeiro episódio, a Olivia Dunhan (Anna Torv, a loira da foto) é chamada com seu parceiro para investigar a queda de um avião, cujos passageiros e tripulação morreram de forma misteriosa. Para ajudá-la a resolver o mistério, ela conta (inicialmente) com a ajuda de Peter e Walter Bishop. A medida que a série corre, eles passam por dimensões paralelas, encontram os Observadores (ó Asimov aqui!!), vêem a existência da humanidade beirar o fim diversas vezes e, mesmo com essa trama malucamente fantástica, a série sofreu uma grande perda de audiência na quarta temporada, e foi declarado que a quinta temporada (essa que está no ar) seria a última, mas que toda a trama seria finalizada. A última temporada conta com 13 episódios, e o último episódio vai ao ar dia 18 de janeiro (nos E.U.A. No Brasil será exibido pela Warner dias 9 e 10 de fevereiro, em maratona)

Last Resort

Last-ResortEssa é uma série que os americanos (aparentemente) não estavam preparados para assistir. Ela conta a história de um submarino (americano) armamentista que recebe, por uma transmissão de rádio, ordens para disparar contra o Paquistão. Quando se recusam a cumprir a ordem, são atingidos por um torpedo, que danifica seriamente o submarino. Por terem se negado a obedecer a ordem, são considerados inimigos do próprio país, e não podem voltar pra casa. Então, encaminham-se até uma exótica ilha até que  consigam limpar seus nomes e voltar pra casa. 

A série conta com apenas uma temporada de 13 episódios. Os produtores prometem um desfecho fenomenal para a série.

Update – Drop Dead Diva

41qdynadMRL._SX500_ A série conta(va) a história de Jane (Brooke Elliott) e Debby. Debby era uma super modelo, e Jane era uma advogada. Ambas passam dessa pra melhor ao mesmo tempo mas Debby, inconformada por ter morrido cedo, dá um jeitinho de reencarnar, e acaba reencarnando no corpo da Jane. Curiosamente, Jane trabalha com Gray, que até então era noivo de Debby e, para evitar algum rolo do tipo “oi, sou sua noiva que morreu”, entra em ação o anjo responsável pela Jane\Debby, Fred, que se apaixona pela melhor amiga de Debby/Jane, Stacy.

Além dessa zona toda, a série mostrava um pouco da rotina de um escritório de advocacia, e era muito engraçada. Apesar do alta audiência da série, ela foi cancelada por que a Lifetime (canal que exibia a série) precisava cortar custos, e a Sony (produtora da série) queria manter o padrão.

Bom gente, é isso.

Um beijo e um queijo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s