Pérolas em porcos

Image

“O aeroporto virou rodoviária!” Resmungam e cochicham muitas pessoas que não veem com bons olhos a ascensão de uma classe social que; no passado, foi desfavorecida de consumo. Isso não é de hoje, sempre foi assim.

Na época da construção das novas linhas de metrô na cidade de São Paulo, cogitou-se a possibilidade de abrir uma estação no bairro de Higienópolis. O fuá e o bafafá foi tanto que culminou numa manifestação divertida chamada “Churrascão da Gente Diferenciada” na qual reuniram-se vários manifestantes criticando e tirando sarro da atitude de moradores daquele bairro que fizeram um abaixo-assinado para que a estação não fosse construída lá.

Esta semana começou a reprise no canal Viva da novela  “A Rainha da Sucata”. A novela conta a história de uma sucateira que ascende socialmente e passa a frequentar as rodas da alta sociedade paulistana ao mesmo tempo em que a antagonista – uma milionária de família tradicional – está falida, porém, não perde a pose esnobe e arrogante. 

O Brasil tem mudado nos últimos anos e hoje não há mais espaço para um comportamento retrógrado como se existissem fronteiras no ir e vir de pessoas. É muito bom e estimulante para o progresso de um país que classes sociais desfavorecidas tenham um maior acesso ao consumo e a melhores salários. Mais interessante ainda é que através dessa onda de progresso haja também melhorias na educação.

Do contrário, teremos situações em que um indivíduo compre roupas da Hollister ou Lacoste, ponha seu Nike nos pés; ligue seu i-phone e i-pod de última geração e escute um funkão sem usar fones de ouvido no último volume dentro de um ônibus. E assim você que nada tem a ver com aquilo se vê obrigado a ouvir o Tum Tum Tum do “ela gosta de quicar, quicar, quicar, ela gosta de gemer , gemer… “ e o resto vocês imaginem.

Diante de um quadro desses, não é de se estranhar que haja um certo esgar de nojo réprobo em relação à ascensão social de pessoas que não possuem um pingo de educação e bom senso. Dinheiro é bom e todos gostam; porém, sem educação, de nada vale. Afinal de contas, um porco coberto de pérolas, continua sendo um porco.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s