Cinema e grafite

A arte imita a vida ou a vida imita a arte? Acho que hoje, em meio a tantas artes, a questão é difícil de ser respondida. Vai muito além do preto no branco. Ou vice versa. Em matéria de grafite, a polêmica é ainda maior: é arte? Acho que tudo depende de quem olha, de como olha. Depende de tantos fatores e ao mesmo tempo de nada. Quem diz o que é arte e o que não é? Quem tem o direito de julgar? Quem sabe a resposta para tantas perguntas?
A verdade é que o próprio cinema – para alguns a sétima arte, para outros bem longe de ser arte – dá margem a tantas produções diferentes que pouca coisa conhecemos da produção de nosso próprio país. Ou até de um colega de escola da sua irmã que dirigiu um super curta – arte sobre arte (ou não?) – sobre grafite. E para aqueles que vão longe, recomendo também, na mesma linha, “Exit through the gift shop”, sobre/ por Banksy, o hoje notório grafiteiro inglês, cujo rosto é ainda desconhecido. E será que a arte considerada crime é menos ou mais arte? E o que será daqui algumas décadas?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s