A dança, a vida…

A dança, de uma maneira ou de outra está presente na vida de todos nós. Para uns é essencial, para outros motivo de piada. Para uns o ganha-pão, para outros um hobby. Para uns uma arte, para outros só quando se está bêbado. Para uns cultura, para outros contra-cultura. Para uns vida, para outros morte.
Verdade seja dita, não há como fugir. Quem diz que não dança se pronuncia a respeito de algo muito específico: não dança em público, não dança a dois, não dança ballet. Mas não existe um ser vivo que não dance em absoluto. Uns dançam com o corpo inteiro, outros apenas com o olhar. Uns dançam com os pés, outros com a alma. Uns dançam a dois, outros sós. Uns dançam porque existem, outros existem porque dançam.
A grande questão é que não consigo definir a dança… Pode-se usar a palavra para se descrever modalidades, tradições, ou simplesmente comunicação. Sim, quem dança comunica e quem comunica dança. Se todos nos comunicamos todos dançamos. Uns com palavras, outros desprovidos delas. Uns porque querem dizer algo de maneira diferente, outros porque não sabem dizê-lo. E, assim como na vida, a dança de cada um de nós pode ser compreendida. Ou não. Pode ser protesto, pode ser amor, pode ser explosão, pode ser dor. Ou nada. Pode simplesmente ser.
Gosto de observar as danças das pessoas, das cadeiras, das palavras, dos olhares. Acho que me lembra de viver também a minha dança, seja ela qual for…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s